No Rio Grande nós temos pampas, temos vales, temos montes, cachoeiras, cânions, praias de mar e lagoas (uma das maiores da América Latina). Temos paisagens de tirar o fôlego e aquecer o coração, extensões infindáveis de videiras na Serra, mirantes de cartões-postais, o pôr-do-sol mais bonito do mundo. Temos gente, temos história, diversidade. Em cada região, provamos pratos típicos diferentes, vivemos novas experiências. São muitas opções para conhecer e vivenciar.

Mas e tu, conheces o teu Rio Grande? Costuma explorar o turismo local? Visitar novas cidades? Apesar de sermos considerados bairristas e adorarmos valorizar a nossa terra e cultura, nem sempre as valorizamos, de fato. Optamos por conhecer os vinhedos europeus antes de explorar as rotas de enoturismo gaúchas. Ou provar os rótulos estrangeiros sem nos darmos conta que temos vinhos gaúchos premiados em todo o mundo.

Há quem diga que a pandemia está nos fazendo “olhar para dentro” e refletir. Essa expressão pode ser utilizada no contexto de autoconhecimento. Mas, acredito que podemos roubá-la para a economia, principalmente, quando falamos em turismo.

Após a pandemia e o isolamento social, o turismo doméstico será a aposta do setor para a reconstrução dessa rede. Isso é o que indicam diversas pesquisas, especialistas e a própria experiência, se considerarmos o exemplo da China, que já está retomando as atividades com viagens domésticas.

Dessa forma, a pandemia também nos convida a “olhar para dentro” do nosso Rio Grande e descobrir suas potencialidades turísticas. Além de valorizarmos a economia de nosso Estado, auxiliando diversos trabalhadores e empresas do setor, temos a oportunidade de conhecer melhor a nossa cultura, nossas paisagens, nossa gastronomia. E tudo isso, com custos mais baixos comparados a viagens internacionais.

Então, quando tudo isso passar... Que tal conhecer melhor o teu Rio Grande? Mas, por enquanto, se possível, fique em casa. E aproveite para planejar suas próximas viagens. Sobre isso, nós temos uma dica: a Rota de Vinhos dos Altos Montes, localizada nas cidades de Flores da Cunha e Nova Pádua, é uma ótima opção para quem adora vinhos e gastronomia italiana. E aí, vamos conhecer o nosso Rio Grande?


Filipe Panizzon
Presidente da Associação das Vinícolas dos Altos Montes



*Foto Prefeitura de Flores da Cunha.